16 de ago de 2015

Você já pensou em ter uma bicicleta?

"Quer uma carona?" "Não, tô de bicicleta", e a partir daí as respostas passam a ser as mais diversas, como "wow, sério? que massa!" ou "como assim?" mas sempre depois de falar um pouquinho sobre o meu amor às magrelas, as pessoas começam a cogitar a ideia de ter uma também.


Foto por Um Rolê No Índico
Meu hábito de andar de bicicleta começou apenas por lazer e que indiretamente me ajudava pelo fato de ser um exercício. A partir do momento que passei a sair para resolver coisas na rua ou ir para o colégio a tarde, existiu a necessidade de um meio de locomoção rápido e prático, então optei pelo o que já tinha em casa: a bicicleta.

Com apenas uma adaptação, minha bicicleta com cestinha agora estava pronta pra virar minha companheira de todas as horas. Idas ao centro, à banca e à escola pararam de ser problema. Não empatava ninguém e ainda ganhava uns minutinhos de vento no rosto pra desestressar dos momentos cansativos do dia.

Além disso, não há sensação mais gostosa no trânsito engarrafado do que passar por todos os carros e imaginar que, por mais que aqueles passageiros estejam no ar-condicionado, em poucos minutos eu vou chegar onde eu quero, e eles vão ter que esperar uns minutos a mais.

Pense no tanto de tempo que você já perdeu esperando o ônibus chegar, ou ficou rodando as ruas à procura de estacionamento... A bicicleta é uma alternativa pra quem não gosta de perder tempo, cuidar de si e aliviar o caos das vias de trânsito, sendo também uma forma de mostrar sua preocupação com o planeta, não poluindo-o.



Um vídeo que me inspirou muito pra andar de bicicleta pela cidade é o da música The Suburbs, da banda Arcade Fire, que além de ter um ritmo super envolvente e melancólico, retrata a vida de jovens nos subúrbios, onde começaram a ter suas primeiras experiências de independência e fala também de um mundo que desaparece à medida em que a vida se torna cada vez mais apressada e conturbada por causa da guerra. Não só a guerra que envolve o mundo político e econômico, mas a guerra pessoal que está dentro de cada um.

Em confronto à realidade atual - em que as pessoas tem nicknames e vivem num mundo fragmentado e digital - o Arcade Fire tenta resgatar os costumes que ficaram na memória. No clipe os adolescentes passeiam pelas ruas livremente, se divertem, "aprontam", compartilham de medos e inseguranças juntos: relações que aos poucos estão se esvaindo.


Arcade Fire é uma das minhas bandas favoritas. Carrega em sua bagagem musical letras com caráter de crítica social e melodias intensas e fortes, sendo as vezes lentas e calmas. Essa música em especial é alegre mas no fundo trás um ar de saudade, fazendo jus à proposta do álbum - que é incrível do primeiro ao último minuto.


E agora, você está pensando em ter uma bicicleta?



2 comentários:

  1. Sim, pensei e comprei uma. Tem sido uma experiência maravilhosa. Pedalar tem se tornado um alimento pra alma, aquele momento de leveza e tranquilidade que só uma magrela proporciona.

    ResponderExcluir